Tendências de gestão para o trabalho pós pandemia

home office

Diante de tantas incertezas em todo mundo por conta da pandemia do novo coronavírus, um consenso no mercado corporativo é de que as empresas passarão a ter “um novo normal”. 

O “novo normal” é uma proposta que possa garantir nossa sobrevivência. Ou seja, entraremos em um novo padrão de normalidade, com hábitos reformulados e novos costumes, que passarão a fazer parte da rotina, gradativamente, até que sejam incorporados no dia a dia.

Alguns processos não serão executados como antes e as companhias já reavaliam seus modelos de negócios, processos e gestão de pessoas de forma permanente. 

Um exemplo é o home office, que foi adotado inicialmente somente até o fim do isolamento social, mas se tornou um modelo de trabalho definitivo para as empresas.

Diante de tantas alterações no mercado de trabalho, algumas tendências de gestão serão presentes nos próximos anos, confira: 

Home office como pauta do financeiro

Visto antes apenas como uma medida temporária, o home office passa a ser uma realidade para as empresas, entrando para a rotina da equipe financeira da empresa.

Com isso, possibilita a área enxergar a gestão remota como mais ágil para tomada de decisão, além de que o home office deixa de ser uma discussão sobre o bem estar dos colaboradores, mas sobre redução de custos, fazendo parte de uma gestão financeira otimizada.

Ressignificação da jornada de trabalho

Com o trabalho remoto, torna-se mais crítica e necessária a análise de performance e produtividade de cada um dos colaboradores.

Em home office, não é possível que o líder olhe para o lado e consiga acompanhar o que está sendo feito pelo time, por exemplo. 

Dessa forma, é necessário entender as métricasrelacionados ao tempo de trabalho, para que possa acompanhar e mensurar como está sendo organizado o tempo de trabalho de cada colaborador. 

A produtividade entregue por cada um passa a ter um peso maior do que somente cumprir a carga horária estipulada para a jornada de trabalho.

Maior proximidade da equipe, mesmo à distância

Mesmo em trabalho remoto, a gestão de times exige contato recorrente entre líderes e liderados e o feedback passa a ser de total importância para manter a performance da equipe. 

A organização pode aplicar, por exemplo, avaliações de desempenho e  pesquisa de engajamento.

Esse acompanhamento que costumava acontecer a cada 6 meses nas organizações, com uma gestão a distância, será feito com maior frequência.

Bem estar em pauta

Com a tendência do home office já se tornando realidade para muitas empresas, a preocupação com o bem estar físico e mental dos colaboradores passa a ser um tema ainda mais fomentado dentro das organizações.

Um ecossistema com diversas medidas preventivas e contínuas podem ser adotadas pelas empresas para preservação do bem estar dos colaboradores, como manutenção de benefícios (vale alimentação e refeição), acompanhamento próximo e humanizado, parcerias com psicólogos e também acesso à convênio médico, por exemplo.

Olhar analitico em pequenos e médios negócios

Devido ao cenário de incertezas, as organizações, principalmente de pequeno médio porte, viram a importância de planejar as ações e oportunidade de negócios baseados em dados e não em achismo, feeling ou experiência de mercado. 

Essa realidade analítica passa a fazer parte do planejamento das organizações, com olhar em processos e métodos para avaliação de performance de cada ação desenvolvida.

Considerando o mercado ainda instável, as organizações que conseguem elaborar um planejamento para lidar com todas as variáveis, conseguem identificar oportunidades de negócio e trabalhá-las com maior assertividade. 

Também, possibilita a rápida análise de cenário e tomada de decisão, com indicadores e dados para conduzir e assegurar todos os processos.

Dessa forma, uma empresa que estrutura suas ações com base em métricas, estudo de cenários, possui uma visão muito mais holística sobre mercado no geral e dribla mais facilmente crises e problemas internos e externos.  

Uma realidade analítica crucial durante a pandemia, mas que se mostrou essencial e contínua para manter negócios saudáveis.

Realidade digital, com ferramentas online

A tecnologia já está presente na rotina de muitas empresas e agora passa a ser indispensável.

O profissional precisa estar atento as novidades em sistemas que possam otimizar sua rotina, seja para gestão de projetos, para acompanhamento do time ou armazenamento de documentos.

As relações entre empresas, colaboradores, clientes e parceiros tendem a mudar e tornar-se cada vez mais digital. 

As reuniões apenas por videoconferência irão acontecer com maior frequência, transformando todos os processos de uma organização, desde a gestão de pessoas até mesmo relações comerciais.

As organizações precisaram se adaptar rapidamente a mudança de rotina, incorporando as reuniões virtuais para manter contato com clientes, parceiros e colaboradores. 

Mas, com essa nova modalidade há, ganhos financeiros, já que não existem custos com deslocamento, hotel etc, e também otimização de tempo.

Em uma reunião distante da empresa, por exemplo, haveria um tempo gasto até chegar ao local. Tempo agora que pode ser usado para outras demandas, dando maior eficiência ao dia a dia de trabalho. 

A gestão e liderança de times está passando por muitas mudanças e não será a mesma após a  pandemia. E o olhar sobre as transformações e tendências é extrema importância para todos os gestores.

Gostou deste artigo e quer receber mais conteúdos no seu e-mail? Então não perca tempo e assine agora a nossa newsletter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *