Como melhorar a concentração por meio da alimentação?

Manter uma alimentação equilibrada é fundamental para nossa saúde mental e física.

Quando comemos bem, estamos fortalecendo nosso corpo e colaborando com a prevenção de uma série de doenças.

O cérebro, assim como os demais órgãos e tecidos do corpo, necessita de diversos nutrientes e compostos bioativos para funcionar em seu potencial máximo. 

Entre os principais aspectos nutricionais relacionados com o desempenho cognitivo, estão o fornecimento de energia para o cérebro, o consumo de proteínas e ácidos graxos, especialmente ômega 3, e de micronutrientes, como ferro, vitaminas do complexo B e antioxidantes.

Alguns agentes com atividade antioxidante, como a luteína, selênio, zinco e vitamina E, desempenham importante papel na melhora do desempenho intelectual, uma vez que estão envolvidos na síntese de novos neurônios.

Sendo assim gorduras mono e poli-insaturadas, presentes de forma abundante no azeite de oliva extra virgem e nas castanhas (amêndoas, baru, castanha do Brasil), compõe a bainha de mielina dos neurônios, e o consumo desse tipo de gordura é capaz de contribuir, assim, para a integridade da membrana da célula e transmissão de impulsos nervosos.

Existem alguns outros alimentos capazes de potencializar a capacidade cognitiva, incluindo a aprendizagem e a concentração, vamos ver abaixo:

Berries

Cranberry, mirtilo, goji berry, açaí e outras frutinhas vermelhas, são ricas em antioxidantes e anti-inflamatórios. Alguns estudos relacionam a fruta ainda a um aumento das funções cerebrais.

Brócolis

É uma excelente fonte de vitamina K. Tem papel importante na manutenção da função cerebral e em manter a concentração.

Cacau

Além de ser rico em ferro, fibras e magnésio, é fonte de flavonoides, que aumentam a circulação sanguínea cerebral. O resultado é uma melhora das funções cognitivas, como a concentração e na memória.

Café

Rico em cafeína e antioxidantes, essas substâncias deixam o cérebro em estado de alerta, o que melhora bastante a concentração e o processo de aprendizagem.

Folhas verdes

Esses vegetais são ricos em vitamina K e antioxidantes, mas é uma substância chamada luteína que parece ter um importante papel na preservação da capacidade cognitiva.

Linhaça

É fonte de ômega-3, um ácido graxo importantíssimo para o bom funcionamento cerebral.

Nozes

Contém nutrientes essenciais para o funcionamento pleno do cérebro, como a vitamina E, que previne o declínio da nossa capacidade cognitiva. Também é rica em ômega3 e em antioxidantes. Seu consumo moderado e rotineiro favorece uma melhora da concentração.

Abacate

A fruta é rica em gorduras monoinsaturadas. Assim como todo o corpo, o cérebro também depende de uma boa circulação sanguínea para funcionar bem.

Portanto, uma dieta variada que inclua alimentos ricos em nutrientes, com uma distribuição adequada dos mesmos, tem mostrado ser a melhor estratégia nutricional para assegurar o melhor funcionamento cognitivo.

Aproveite agora para assinar nossa newsletter e ficar por dentro de todas as novidades do blog!

Nutricionista: Thaís Alves
CRN: 52770

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *