Plano de treinamento: você sabe a importância para o RH e como montar um?

Plano de treinamento: você sabe a importância para o RH e como montar um?

Qualificar os funcionários da empresa é uma das atribuições do setor de RH.

Para isso, criar um plano de treinamento é necessário, para que tudo seja feito com planejamento e os resultados desejados realmente sejam atingidos.

Mas, se você não sabe ou tem dúvidas sobre como elaborar um treinamento para os times da sua empresa, não se preocupe!

Neste artigo, apresentaremos um passo a passo para você. Para conferir, basta continuar lendo!

A importância do plano de treinamento para o RH

Os treinamentos são essenciais para melhorar o desempenho das equipes, fazendo com que os colaboradores possam desenvolver determinadas habilidades.

Porém, para que as capacitações tenham eficiência, elas precisam ser muito bem planejadas.

É nesse momento que entra o setor de RH, que pode ter o suporte de outras áreas, como o departamento de endomarketing, para elaborar um plano de treinamento.

A ideia é que esse documento sirva para que a empresa não gaste dinheiro com cursos desnecessários, ao mesmo passo em que garante um excelente aprendizado para os seus colaboradores. 

De tal forma, eles serão mais qualificados e exercerão as suas atividades com muito mais praticidade, facilidade e em menor tempo. Isso resulta em mais lucros para a organização.

6 passos para elaborar um plano de treinamento eficiente

Entendido sobre a eficiência do plano de treinamento, é chegado o momento de colocar a mão na massa.

Veja a seguir, o passo a passo de como executar esse tipo de evento na sua empresa!

1. Conheça bem os seus funcionários

Antes de mais nada é preciso conhecer bem os seus funcionários. Se você utiliza uma estratégia de People Analytics isso fica mais evidente e fácil de ser compreendido, tendo em vista que os indicadores podem nortear as estratégias.

É preciso compreender quais são as reais necessidades que os colaboradores da empresa têm. Inclusive, diferentes grupos de pessoas podem ser criados para cada tipo de treinamento.

2. Mapeie as necessidades da empresa

Além de conhecer bem os funcionários, é preciso mapear as necessidades da empresa. Assim, as expectativas devem ser alinhadas, para que os colaboradores se desenvolvam e possam contribuir mais com a organização.

Em uma indústria que adquire uma nova máquina, por exemplo, os operários podem ser treinados para usá-la da forma correta. Também podem ser dados treinamentos mais gerais e que sirvam para todos, como os motivacionais.

Com essas expectativas alinhadas, é possível definir os temas dos cursos, palestras ou workshops que serão ministrados.

3. Crie os cronogramas de treinamentos

Tendo os temas dos treinamentos definidos, é chegado o momento de criar os cronogramas das atividades. Aqui é preciso conversar com os gestores das equipes, para que eles decidam quais profissionais devem participar de cada atividade.

Os eventos podem ser presenciais ou online, mas em ambos os casos, é preciso também alinhar as atividades da empresa com os horários disponíveis na agenda dos professores ou palestrantes que forem contratados para ministrar os treinamentos.

O cronograma também deve ser repassado com antecedência aos colaboradores, para que eles possam se programar. O envio pode ser feito por newsletter interna, fixado em murais nas áreas comuns, comunicado pelo líder etc.

4. Estabeleça objetivos para serem cumpridos

Ao desenvolver um plano de treinamento, é importante que o RH defina objetivos a serem alcançados.

Se o treinamento for com dicas para ser mais produtivo, por exemplo, pode-se avaliar, depois de determinado período, quantos por cento a produtividade dos funcionários aumentou.

Mais uma vez fica evidente aqui a importância dessa estratégia estar alinhada com as de People Analytics.

Isso porque, somente por meio desses indicadores, será possível fazer comparações e verificar a eficiência dos treinamentos.

5. Realize os eventos

Finalmente, é chegado o momento de realizar os eventos. Se eles forem presenciais, é importante reservar um espaço, na empresa ou fora dela, que tenha a infraestrutura necessária para isso.

Deve-se verificar com antecedência o funcionamento de telões, microfones, caixas de som e outros recursos que serão usados.

O mesmo vale para a recepção dos colaboradores, que devem ficar bem acomodados, de forma confortável.

Também pense na realização de um coffee break, para que se possa fazer pausas e os funcionários tenham um tempo para descansar e debater sobre o que está sendo aprendido.

Se o evento for online, é interessante buscar meios para que a interatividade seja estimulada. Pode-se fazer o curso em formato de webinar, usando o YouTube ou outra ferramenta apropriada.

Nessas plataformas, os participantes podem enviar dúvidas e comentários, que são lidos e respondidos ao vivo pelos usuários. Assim, todos poderão ter os seus questionamentos sanados.

6. Faça uma avaliação de resultados

O seu plano de treinamento também deve contemplar ações  para depois que o evento for realizado. É importante que você faça um relatório completo, com registros das palestras, em vídeo ou fotografias.

Também é uma boa ideia fazer um questionário para que os colaboradores possam avaliar, de forma anônima, o que acharam do treinamento. Essas perguntas podem ser feitas em um formulário simples no Google Docs ou até mesmo em cédulas de papel, colocadas em uma urna no dia do evento.

Com base nessas informações, você poderá fazer uma avaliação de resultados e, se necessário, aplicar melhorias nas próximas vezes em que fizer eventos do tipo.

Pronto! Esse é o passo a passo para fazer  um plano de treinamento para a sua empresa! Agora, basta colocar todas as suas ideias e necessidades no papel e começar a elaborar o seu.

Assine a nossa newsletter e receba mais novidades e dicas para o setor de RH, diretamente no seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *