Indicadores para RH: 6 que você precisa conhecer

Indicadores para RH: 6 que você precisa conhecer

A sua empresa tem indicadores para RH bem definidos?

Acompanhar métricas é essencial para que possa ser mensurado os resultados que o setor alcança em suas diversas subáreas.

A ideia é que se possam observar os indicadores para ter uma tomada de decisões baseada em números concretos.

Assim, se saberá exatamente quais medidas devem ser tomadas com prioridade, tendo em vista que tudo será acompanhado.

6 indicadores para RH que você precisa conhecer

Tendo em vista a relevância dos indicadores para RH, listamos alguns dos principais deles, que você precisa conhecer e colocar em prática na sua empresa.

Siga a leitura e saiba mais!

1. Turnover

O turnover é um indicador que precisa ser mensurado pelos RHs das empresas.

Trata-se do número que expressa a quantidade de funcionários que permaneceram trabalhando na companhia por um determinado período.

As empresas que têm uma boa taxa de turnover, logicamente, têm uma baixa rotatividade de colaboradores.

Isso é muito importante, uma vez que contratar novos funcionários custa caro, bem como promover treinamentos e todo o processo necessário para fazer a admissão.

Existem diversas maneiras de fazer o cálculo de turnover, sendo que a mais popular delas é metrificando os desligados.

Para isso, é preciso aplicar a seguinte fórmula matemática:

TURNOVER = FUNCIONÁRIOS DESLIGADOS : QUANTIDADE DE COLABORADORES) X 100

Ao aplicar essa fórmula, você poderá ter a porcentagem de turnover de desligados.

Se o número for muito alto, é preciso buscar compreender o porquê das pessoas não ficarem muito tempo trabalhando na companhia.

Em muitos casos, é preciso rever os pilares da cultura organizacional.

2. Absenteísmo

Entre os indicadores de RH mais importantes, precisamos citar o absenteísmo, que nada mais é do que a quantidade de afastamentos, faltas e atrasos no trabalho.

A métrica permite que a empresa analise se os colaboradores estão satisfeitos ou não com a companhia, bem como possibilita observar se algum problema está ocorrendo com uma pessoa específica.

Para calcular a taxa de absenteísmo, também há uma fórmula que pode ser aplicada, conhecida como Fator Bradford. Veja, abaixo!

TAXA DE ABSENTEÍSMO = FREQUÊNCIA DE FALTAS x FREQUÊNCIA DE FALTAS x NÚMERO TOTAL DE DIAS AUSENTES

O ideal é que a taxa de absenteísmo se mantenha abaixo de 450.

Caso o número esteja acima desse valor, convém que o RH faça uma verificação mais apurada, para saber o que está gerando a falta de engajamento dos colaboradores.

3. Headcount

O headcount é o indicador de RH que avalia o número de colaboradores que uma empresa possui.

Entende-se que quando uma companhia abre vagas, significa que ela cresceu e que está expandindo o seu negócio.

Já quando a quantidade de trabalhadores diminui, pode ser que a empresa esteja em um momento de recessão, de modo que medidas precisam ser tomadas para reverter essa situação. 

É comum que, em alguns momentos, devido às movimentações de mercado, o índice de headcount diminua.

Exemplo disso é a pandemia de coronavírus, que fez com que muitas organizações precisassem demitir colaboradores.

Quando a crise passar, é preciso que a situação se reverta para que o negócio siga saudável.

Para calcular a taxa de headcount é muito simples, basta somar todos os colaboradores que a empresa tem.

Em seguida, comparar com a quantidade de funcionários que tinha no mesmo período do ano anterior. Assim, será possível saber se o número aumentou ou diminuiu.

4. Avaliação dos treinamentos

Os treinamentos são essenciais para os colaboradores das empresas, que podem aperfeiçoar o trabalho e fazer entregas com cada vez mais qualidade.

Porém, como saber que esses encontros estão realmente trazendo resultados positivos?

Para isso, recomenda-se contar com outro dos indicadores para RH, a avaliação dos treinamentos.

Sempre que esse tipo de evento for desenvolvido pelas empresas, convém fazer pesquisas com os participantes, para que eles avaliem o grau de satisfação com o que foi ofertado.

A tecnologia pode ajudar nesse momento, com a criação de formulários eletrônicos.

Assim, não é preciso fazer a mensuração dos resultados manualmente, como quando acontece com as pesquisas feitas em papel.

5. Satisfação

Quando os colaboradores estão satisfeitos com a empresa, eles trabalham mais e melhor, aumentam a produtividade e também falam bem da companhia, gerando ganhos de imagem.

Por isso, mensurar a satisfação também é relevante.

A ideia é que se possa desenvolver uma metodologia chamada de NPS, muito comum para avaliar as empresas em geral, mas com foco total nos colaboradores.

Para isso, basta pedir que os funcionários respondam a seguinte pergunta:

“De 0 a 10, quanto você indicaria a nossa empresa para um amigo trabalhar?”

Quanto mais próximo de 10 for a média de resultados, melhor. Agora, se o número for abaixo de 7, é preciso se preocupar. Nesses casos, convém verificar no que a companhia está errando.

A partir dos resultados alcançados, pode-se verificar se é necessário mudar a cultura da empresa, modernizar a política de benefícios etc.

6. Índice de reclamações trabalhistas

Se a sua empresa tem muitas reclamações trabalhistas, significa que algo está sendo feito errado no trato com os colaboradores.

Por isso, controlar esse indicador também é extremamente relevante.

A metodologia é simples, basta verificar com o setor jurídico quantas ações foram movimentadas contra a empresa.

Se o número for alto, é preciso verificar o que motivou a maioria delas e tomar as medidas cabíveis para que isso deixe de acontecer.

Agora você conhece alguns dos principais indicadores para RH. Por isso, não deixe de colocá-los em prática na sua empresa e ter um panorama completo do setor na companhia.

Compartilhe este artigo em suas redes sociais, para que os seus amigos também recebam essas informações relevantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *