Qual será o futuro do recrutamento e seleção pós-pandemia?

Recrutamento e Seleção Pós-pandemia

Entre as diversas subáreas do RH, uma das mais relevantes para as empresas é o recrutamento e seleção.

É esse processo que garante que as companhias contratem profissionais competentes, qualificados e que tenham um fit cultural com as atividades que ela desenvolve.

Durante a pandemia do coronavírus, essa também foi uma das atividades de RH mais prejudicadas, tendo em vista que boa parte das empresas ainda a desenvolvia de forma totalmente presencial. 

Agora, que a era pós-pandemia se aproxima, os profissionais da área têm pensado em como será o futuro do recrutamento e seleção.

É certo que nada voltará a ser como antes, muita coisa vai mudar e é preciso estar atento a todas elas. Falaremos sobre isso neste artigo.

Acompanhe!

Futuro do recrutamento e seleção: o exemplo que vem da China

A China foi o primeiro país a ser impactado pela pandemia de coronavírus.

Justamente por isso, também está sendo um dos primeiros a superar a crise sanitária instaurada em todo o mundo.

Em diversos aspectos, portanto, os chineses estão dando exemplos de como proceder por aqui, quando chegar a nossa era pós-pandemia.

Veja, a seguir, algumas ações que o país está desenvolvendo, no que se refere ao recrutamento e seleção das empresas.

Banco de vagas para recém-formados

Para ajudar as pessoas recém formadas na universidade a conseguirem o primeiro emprego na área que escolheram, o Ministério da Educação chinês lançou uma plataforma online chamada 24365.

O nome foi escolhido porque a plataforma funcionará 24 horas por dia e 365 dias por ano.

Logo no início do b, foram apresentadas mais de 2 milhões de vagas, para as quais os formandos podem se candidatar.

Plataforma de contratação remota

Para os profissionais que já tem uma estrada percorrida no mercado, o Ministério de Recursos Humanos e Seguridade Social lançou uma plataforma para recrutamento e seleção online.

Nela, as empresas podem postar vagas e os profissionais interessados podem se candidatar a elas.

Tudo de forma prática e rápida, com os processos feitos online.

A meta é para que, até o final do mês de junho, 10 milhões de oportunidades sejam postadas.

Feira virtual de empregos

Assim como o poder público, o setor privado chinês também traz bons exemplos para o recrutamento e seleção pós-pandemia.

A Alipay, conhecida plataforma de pagamentos móvel do país, lançou uma feira virtual de empregos.

Trata-se de um site, no qual empresas parceiras divulgam as suas oportunidades de trabalho.

Somente no último mês de março, mais de 60 mil empregadores publicaram vagas, que podem ser acessadas por profissionais que perderam o trabalho durante a pandemia.

Ascensão da tecnologia

Todas as novidades de recrutamento e seleção lançadas na China tem feito com que o uso da tecnologia seja muito mais presente nos processos.

Entrevistas em vídeo, streaming, entre outras técnicas estão substituindo os encontros presenciais com maestria.

Tendências de RH para os processos de recrutamento e seleção

Diversos pesquisadores e especialistas em tecnologia afirmam que a pandemia de Covid-19 acelerou a transformação digital.

Exemplo disso é a professora universitária e especialista em processamento de dados Cláudia Salles, que cedeu entrevista para o jornal A Tribuna.

Segundo a especialista, “muitas organizações acham que, por terem softwares bons e computadores, são tecnologicamente avançadas. Mas quando a gente fala em transformação digital, fala em processos”.

A tecnologia nos pressionou a evoluir e isso impactará na forma como os processos de recrutamento e seleção são desenvolvidos nas empresas.

Observe, algumas das tendências de RH, nesse sentido, para os próximos anos!

Entrevista em vídeo

As entrevistas em vídeo são uma tendência que não deve ser passageira.

Os recrutadores perceberam como os recursos audiovisuais podem ser úteis e ajudam a dar agilidade aos processos. 

Até mesmo as dinâmicas de grupo têm condições de serem feitas nessa modalidade, sem qualquer prejuízo.

Criação de um banco de talentos inteligente

As empresas devem ampliar os seus bancos de talentos e torná-los inteligente.

Com ferramentas de big data, por exemplo, é possível criar filtros e encontrar pessoas que realmente tenham fit com a vaga que precisa ser preenchida.

Ampliação das vagas de trabalho remoto e híbrido

O futuro do trabalho é hibrido, ou seja pode ser realizado ora na empresa, ora em outro local.

A tendência é que se cobre menos uma jornada de X horas trabalhadas por dia e se foque mais na produtividade. 

O trabalho remoto ou home office também terá um crescimento exponencial e os recrutadores deverão identificar se os candidatos têm perfil ou não para esse tipo de vaga.

Afinal, trabalhar em casa  tem diversas vantagens, mas também exige disciplina.

Onboarding digital

O onboarding, ou seja, a integração dos colaboradores à empresa, também passa a ser digital.

Toda a documentação necessária para a contratação pode ser compartilhada na nuvem, para que as providências sejam tomadas pelo RH.

Já a apresentação dos valores da cultura organizacional, bem como  as regras da empresa e outras informações podem ser transmitidas via streaming, em vídeos personalizados.

Tudo é muito prático e menos cansativo para os novos colaboradores.

O mundo não será mais o mesmo na era pós-pandemia

Como profissional de RH, você está preparado para as novidades dos processos de recrutamento e seleção?

Nosso artigo foi desenvolvido para que você possa se informar sobre isso, esperamos que seja útil.

Você acha que os novos processos de recrutamento e seleção tendem a ser mais eficientes? Registre a sua opinião, deixando um comentário no espaço abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *