Como engajar os colaboradores durante a quarentena?

Engajar os colaboradores

A pandemia de coronavírus tem feito com que muitas empresas tenham que vivenciar situações inéditas. 

O trabalho em home office, por exemplo, passou a ser uma realidade para grande parte dos negócios. 

Justamente por se tratar de algo novo, os gestores de RH devem buscar alternativas para engajar colaboradores durante a quarentena.

Essa tarefa é muito necessária, tendo em vista que todos estamos passando por momentos difíceis, nos quais o medo e a incerteza podem levar até mesmo a quadros depressivos e de ansiedade

Para ajudá-lo, listamos algumas dicas.

6 dicas para engajar os colaboradores durante a quarentena

Para que você possa ter êxito ao engajar os colaboradores durante a quarentena, confira as orientações que levantamentos, a seguir!

1. Oriente os líderes a fazerem reuniões semanais

Mesmo com os trabalhadores executando as suas tarefas a distância, é interessante que sejam feitas reuniões online, pelo menos uma vez por semana. 

Nesses encontros, é uma boa ideia utilizar plataformas de videoconferência, como o Zoom.

A ideia é que todos os participantes liguem as câmeras, para que possam conversar olhando nos olhos dos colegas. 

As conversas por vídeo são muito mais dinâmicas e menos frias do que simples trocas de mensagens de texto. 

Nesse momento de isolamento, muitas pessoas estão se sentindo solitárias, longe dos amigos e familiares, essa troca de olhares, portanto, pode ser muito interessante para motivar.

O RH tem o papel de orientar os líderes de times a fazer esses encontros, onde além das demandas da semana, podem ser trocadas experiências sobre como está sendo trabalhar em casa durante esses dias.

2. Ofereça apoio médico e psicológico aos colaboradores

O Conselho Federal de Medicina (CFM) autorizou a realização de consultas médicas a distância, enquanto o decreto de calamidade pública permanecer instaurado em nosso país. 

Isso tem feito com que muitos médicos e psicólogos estejam, oferecendo os seus serviços por videoconferência.

É interessante que a empresa faça uma parceria com esses profissionais, para que os colaboradores possam realizar consultas, caso se sintam mal. 

A indicação dos órgãos de saúde é que apenas pessoas com situações graves busquem atendimento presencial nas clínicas e consultórios, para evitar a superlotação desses estabelecimentos. 

Por isso, a ideia de oferecer atendimento médico a distância é tão interessante. Até mesmo as receitas de medicamentos estão sendo oferecidas de forma digital.

Os psicólogos, assim como os médicos, também estão atendendo digitalmente. O amparo de um profissional da psicologia, pode fazer toda a diferença para engajar os colaboradores durante a quarentena.

3. Mostre aos colaboradores que a empresa está próxima deles

O isolamento social não é fácil! Todos nós estamos cansados de ficar em casa, com vontade de retomar a vida cotidiana o mais breve possível. 

Porém, não sabemos até quando isso vai durar. Até existem pesquisas para criação de medicamentos ou vacinas, para combater ou prevenir o coronavírus, mas ainda nada concretizado.

O cenário pode causar desmotivação, falta de vontade de realizar as tarefas domésticas e também do trabalho. 

Para evitar que isso aconteça, a empresa deve mostrar aos colaboradores que, mesmo distante fisicamente, está próxima deles.

Você pode fazer pequenas ações como enviar um lanche por delivery durante a rotina de trabalho, com um bilhete com uma mensagem de apoio, por exemplo. 

Também podem ser criadas newsletter e publicações em redes sociais internas, demonstrando valorização pelo trabalho que está sendo realizado. 

Pequenos gestos, nesse momento, fazem toda a diferença.

4. Tenha clareza sobre os passos que serão dados pela empresa

Além do medo de serem infectadas pelo coronavírus, as pessoas também estão preocupadas com a crise econômica que está se instaurando. 

Muitas empresas estão fazendo demissões em massa e isso gera pânico nos colaboradores.

Por isso, haja sempre com clareza, sendo transparente nesse tipo de ação. Sabemos que, em alguns casos, as demissões serão inevitáveis, mas isso deve ser compartilhado com o time, até mesmo para que eles possam se preparar para tal situação.

Caso alguém precise ser demitido, é importante que o RH ressalte que isso não aconteceu por incompetência ou por qualquer falha cometida pelo colaborador. 

Explique que, infelizmente essa medida foi necessária e diga que, caso seja necessário fazer novas contratações quando as coisas melhorarem, os antigos funcionários serão os primeiros a serem lembrados.

5. Crie um plano de auxílio para os colaboradores demitidos

No caso de ser necessário demitir colaboradores, é interessante criar um plano de auxílio para os funcionários desligados. 

O RH pode sugerir à direção da companhia que os benefícios, como plano de saúde e vale-alimentação sigam sendo oferecidos por alguns meses, até que a situação se estabilize.

Também podem ser feitas parcerias com agências de recrutamento e seleção de pessoas, para que esses profissionais sejam contratados por outras empresas, o mais breve possível.

6. Promova o conhecimento para uso das ferramentas tecnológicas

Ao executar as tarefas em casa, muitas rotinas de trabalho presenciais, migraram para os ambientes digitais. Por se tratar de algo que aconteceu muito rapidamente, não foi possível fazer um alinhamento sobre o uso das ferramentas digitais que agora precisam ser usadas.

Ao desenvolver ações para engajar os colaboradores durante a quarentena, portanto, não deixe de incluir a realização de palestras e pequenos workshops online, para que todos aprendam a utilizar as ferramentas digitais. 

De tal maneira, o home office será praticado mais facilmente, sem atrasos por conta de erros, tampouco desmotivação dos colaboradores, por não saberem utilizar os recursos.

As dicas que trouxemos buscam trazer soluções para todos os profissionais de RH que necessitam engajar os colaboradores durante a quarentena. Esperamos que elas tenham sido úteis para você e que possa colocá-las em prática.
Continue se informando! Leia agora o nosso artigo que fala sobre o papel do RH para a saúde mental dos colaboradores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *